Sistema econômico – Você conhece essa doença?

Pirâmide - Sistema Econômico

Que nossa sociedade está doente não é novidade alguma, o problema é que estamos combatendo os sintomas e não as causas da doença, por pura ignorância.

Você já ouviu falar sobre o esquema pirâmide ou corrente?

E em marketing multinível, esquema Ponzi ou marketing de rede?

Pois bem, nesse tipo de golpe comercial, pessoas são recrutadas progressivamente para entrar na base da pirâmide sustentando financeiramente as pessoas que estão acima, o que consequentemente faz a pirâmide crescer até um ponto em que se torna insustentável. Porém, no período de tempo entre o início da pirâmide e de sua autodestruição, a pessoa que está no topo enriquece consideravelmente, sustentada pelas pessoas dos níveis abaixo que acabam empobrecendo.

No Brasil e em outros países, a prática do esquema de pirâmide é ilegal, a não ser que envolva produtos ou serviços. Certamente é assim, pois a própria economia seria ilegal, já que se enquadra no esquema de pirâmide.

Uma breve história

Em nossa sociedade, o comércio começou com trocas de produtos ou serviços, e mais tarde, estes foram sendo representados por pedras e metais raros, como diamantes, ouro, prata, bronze etc.

Com o passar do tempo, algumas pessoas criaram bancos com o objetivo de guardar as riquezas de outras, lucrando com a cobrança de taxas por esse serviço.

O povo começou a negociar usando os recibos de depósito desses bancos, o que deu origem ao dinheiro de papel, tendo o seu lastro em ouro.

Os banqueiros rapidamente acumularam muito dinheiro de seus depositários, o que despertou ainda mais suas ganâncias. Agora eles podiam emprestar o que não lhes pertencia e ganhar mais cobrando juros, além das taxas.

Os gananciosos foram ainda mais longe, aumentaram suas posses investindo o dinheiro alheio em petróleo, fábricas com obsolescência programada, estagnação tecnológica, multinacionais, terras, guerras, crises e tudo que poderia gerar lucros astronômicos e contínuos, monopolizando e tomando conta de tudo.

O império banqueiro continuou crescendo, mas como todo esquema de pirâmide é insustentável, a economia começou a desmoronar com a Primeira Guerra Mundial, então os bancos abandonaram o padrão-ouro e começaram a imprimir dinheiro sem lastro algum, apenas baseado em dívidas. Porém, todo o ouro do país ficou guardado em seus cofres.

Com tanto poder, governos foram comprados secretamente e os bancos se transformaram em mega bancos ou bancos centrais, que passaram a ter o poder de comandar a economia de uma nação.

A elite banqueira coloca poder, luxo e riqueza acima de qualquer coisa. São poucas as famílias que fazem parte desse império, mas são as responsáveis pelas mortes ou sofrimento de bilhões de pessoas e pela destruição do nosso meio ambiente, através de suas indústrias do “progresso”.

Coincidentemente, a nota de um dólar possui uma imagem de pirâmide, que paralelamente à definição oficial, parece exaltar o topo e quem nele está.

Nível 1 – O topo

Composto por menos de 1% da população mundial, o topo é formado pelos que mandam realmente. São os donos do mundo, faraós criadores da pirâmide:

  1. Banqueiros – donos de bancos centrais, que “regulam” a economia de um país ou vários, e bancos menores, que ganham com dívidas ou taxas de produtos ou serviços;
  2. Oligarcas do petróleo – donos de empresas que extraem, refinam e distribuem petróleo e seus derivados;
  3. Donos de multinacionais – como empresas de comunicação, energia, tratamento de água, carnes, sementes transgênicas, agrotóxicos, remédios, mineração, veículos etc.

Nível 2 – Administradores regionais

O nível 2 é formada por verdadeiros fantoches do nível 1, pois quem não adere à pirâmide, é perseguido pela máfia do nível 1:

  1. Governos, presidentes, reis, rainhas, ditadores e líderes políticos – que fazem as leis ou ditaduras exclusivas para sustentar o topo. Em benefício, ganham riquezas e luxos irrisórios, se comparados com as pessoas que integram o topo;
  2. Mídia – donos de emissoras de TV, rádio, jornais impressos ou internet. Geralmente a maioria deles pertence a uma só pessoa ou grupo. Isso lhe proporciona poder para alienar uma nação e derrubar governos, quesito que o coloca no nível 2 e 3.

Nível 3 – Agentes alienantes

O nível 3 é responsável por distrair o povo do objetivo comum, aniquilando o raciocínio e o potencial crítico de cada um:

  1. Mídia – Idem ao item 2 do nível 2 – Administradores regionais. Desinforma com notícias irrelevantes, parciais ou amedrontadoras. Entretêm o povo com transmissão de esportes, como o futebol, com reality shows, como BBB, com novelas, programas de auditório etc.;
  2. Religião – papas, padres, bispos, missionários, pastores, rabinos e outros líderes religiosos. Grande maioria, dentre as milhares de religiões, destrói o raciocínio lógico de seus fiéis. Se auto intitulam donos da verdade absoluta e amedrontam as pessoas com punições divinas baseadas em textos mitológicos. Algumas extorquem dinheiro de seus fiéis, usando técnicas avançadas de persuasão. O passado da religião está imerso em guerras pela dominação, em nome de seus deuses;
  3. Educação – escolas, colégios, faculdades e universidades. Imposta pelos governos, o principal objetivo da educação é moldar o senso crítico, criatividade e desenvolvimento individual. Segue uma metodologia parecida com a linha de produção de uma fábrica. Padroniza as pessoas desde crianças até se tornarem adultas. Esse é o motivo pelo qual existem preconceitos e discriminações. A mídia também contribui, com sua programação, nesse aspecto.

E você? É um alienado?

Nível 4 – Povo

O nível 4 é a base da pirâmide. Nela estão os escravos que mantém a pirâmide erguida. Escravos, porque são obrigados a fazer o que não gostam para sobreviver na sociedade fiel ao sistema econômico. A base é composta por uma mescla de:

  1. Autoridades – forças armadas (exército, aeronáutica, marinha e polícias). Eles usam a força para executar ordens dadas por líderes políticos. O objetivo é proteger a pirâmide de rebeliões ou de “crimes” contra ela. A segurança da nação ou das pessoas é somente fachada para tentar manter a ordem em um sistema caótico.
  2. Trabalhadores – pessoas que mantêm toda a pirâmide com trabalhos fundamentais ou repetitivos. A pirâmide os obriga a trabalhar em trabalhos que não gostam, pois caso contrário, não teriam acesso à alimentação, água, moradia e todos os bens comuns e necessários à sobrevivência.
  3. Alienados – pessoas desprovidas de pensar. São pessoas que se confortam na frente de seus aparelhos de TVs ou em igrejas e, consequentemente, são guiadas por eles.
    São, também, pessoas que adquirem a falsa necessidade de comprar, de consumir além do normal, para se sentirem melhores que seus vizinhos. São hipnotizadas pela TV, por novelas, esportes, reality shows, programas de auditório, notícias sensacionalistas ou aterrorizadoras e toda programação lixo que tenha o potencial de afastá-los de um objetivo em comum: a nossa sociedade. São também resultados de uma educação padronizadora.
  4. Preconceituosos – são pessoas que aprendem na escola, TV ou igrejas a distinguir  e discriminar outras pessoas por suas aparências, preferências ou ideias. Enquanto brigam por direitos, denominando-se minorias, falta-lhes coesão para conseguir conquistar os direitos humanos para todos através de uma democracia direta.
  5. Conscientes – pessoas que, mesmo com todas as dificuldades, conseguiram desenvolver um senso crítico e aprenderam a não acreditar em qualquer coisa. Esse tipo de pessoa era raro, porém, a cada dia, mais e mais despertam do transe imposto pela pirâmide e ajudam a acordar seus familiares e amigos. Se você leu até aqui, certamente já faz parte desse grupo, pois está buscando mais informações, por não aceitar as incoerentes que são replicadas pelos agentes alienantes.

Diagnóstico

Como pudemos notar, fica evidente o porquê dos regimes não funcionarem. Não importa se é comunismo, socialismo ou capitalismo: se é baseado no dinheiro, há corrupção. Esta é a doença que se alastrou na nossa sociedade, através do dinheiro e de seu controle.

A cura

Para acabar com a doença do sistema econômico e derrubar essa pirâmide, temos que encontrar alternativas para suprir nossas necessidades comuns. Sermos independentes. Tornar cada residência autossuficiente e autossustentável com energia, água, alimentos e comunicação, assim como aconteceu em Guerra dos Cocos. Tecnologia para tudo isso existe há mais de um século e é escondida, através de patentes, pelo topo da pirâmide.

Está surgindo uma nova consciência que vê a terra como um só organismo, e que reconhece que um organismo em guerra, consigo mesmo, está condenado. – Carl Sagan

Anúncios

Você é alienado?

“O homem alienado é o homem desprovido de si mesmo. Se a história distancia o homem do animal, a alienação re-animaliza o homem.” – Wanderley Codo, em O Que é Alienação.

Alienação é quando uma pessoa perde a sua capacidade de pensar e transfere todas as responsabilidades da coletividade a terceiros, tornando-se indiferente política, social, cultural, moral ou intelectualmente. A pessoa anula a si mesmo e a tendência é se tornar escrava do sistema social em que vive.

Uma pessoa torna-se alienada, quando ela dá mais atenção a conteúdos inúteis e ou acredita em informações que lhe são passadas, sem questioná-las, tornando-se, desta forma, preguiçosa para pensar, conformada e condenando, não só sua própria vida, como também, a vida das outras pessoas do seu meio social.

Pessoa nulaUm dos principais agentes alienantes da massa é a mídia (emissoras de comunicação, que administram jornais, revistas, emissoras de rádio, TV e portais de internet) que:

  1. Com seu falso jornalismo, não informa e não investiga, ignorando informações importantes para a sociedade e só divulgando informações pré-estabelecidas e parciais.
  2. Faz as pessoas se sentirem idiotas por não terem votado em um candidato “político perfeito”, como se realmente existisse alguém assim ou como se as eleições e a política representativa funcionassem de fato.
  3. Está sempre afirmando que vivemos em uma democracia, mesmo os políticos não nos representando e o voto sendo obrigatório assim como o serviço militar.
  4. Manipulam informações e transformam heróis em vilões e vilões em heróis. As manifestações sociais públicas, por interromperem o funcionamento da cidade, geralmente seus integrantes são apresentados como vilões.
  5. Incentiva individualismo e o consumismo desenfreado, principalmente de carros e põe a culpa do trânsito caótico nas pessoas, mesmo existindo tecnologia de carros autônomos que reduziriam o tráfego e levariam à taxa de acidentes a zero.
  6. Desvia a atenção das pessoas com BBBs, novelas, reality-shows, futebol, carnaval, notícias sensacionalistas e amedrontadoras enquanto cada político, igualmente como a própria mídia, faz seus trabalhos sendo empregado exclusivo de bancos e grandes corporações.
  7. Não informa sobre as altas tecnologias que poderiam libertar a humanidade do dinheiro, da competição, das doenças, da maioria dos crimes e da escravidão de trabalhos repetitivos, pois as grandes corporações compram essas tecnologias e as engavetam para manter seus lucros e dominação.
  8. Desmoraliza o comunismo, socialismo e a anarquia, exaltando dessa forma o regime capitalista que realmente significa monopólio no mais puro conceito da palavra.
  9. Apresenta motivos mentirosos para justificar guerras que nada mais são do que saques em países petrolíferos, reaquecendo o capitalismo através de indústrias armamentistas e de reconstrução.
  10. Conseguiu impor o materialismo na maior parte do mundo, invertendo os valores de forma que as coisas valem mais do que as pessoas.
  11. É o braço direito da elite rica e dominadora.
  12. Dita praticamente tudo: padrões de beleza, moda, modo de vida, cultura, tendências, ideias e conceitos.

Outro agente alienante é a religião que:

  1. Conforta, conforma e vicia as pessoas como se fosse uma droga, fazendo-as ignorar os problemas sociais e prometendo vida feliz e justa, somente após a morte, caso ajam de acordo com suas doutrinas.
  2. Raramente seguem as premissas cristãs de ajudar o próximo, pois se perdem em seus templos, rituais e dízimos.
  3. Funde seus ideais à política representativa, lançando seus candidatos e contribuindo para tudo ficar como está, sem mudanças.
  4. Angaria fiéis usando a mídia com seus métodos alienantes.

A educação convencional também é um agente alienante, pois ela:

  1. Molda e padroniza crianças, formando, assim, indivíduos preconceituosos com relação a tudo que saia do padrão estabelecido pelo sistema social. Tornam-se incapazes de pensar diferente.

Mas afinal, por que governos, mídias e religiões querem que você seja uma pessoa nula socialmente?

Simples, você é um escravo da elite dominante e ela suborna governos, mídias, religiões e faz tudo que for possível para continuar assim. A elite não quer perder, de forma alguma, seu poder e luxos garantidos pela exploração do seu sofrimento através do sistema financeiro. A elite te controla, porque você consente.

Estima-se que essa elite representa, no máximo, 1% da população mundial e inclui oligarcas do petróleo, banqueiros, políticos, megaempresários, magnatas da comunicação, bispos, latifundiários e outros poderosos.

Soluções

  1. Desligue a TV.
  2. Questione a veracidade das informações que lhe foram passadas. Geralmente quem é retratado como vilão pela mídia convencional há grandes chances de ser o herói. Pense por você e tire suas próprias conclusões.
  3. Informe-se e informe através de meios alternativos como redes sociais, blogs e mídias independentes.
  4. Rejeite totalmente o sistema político. A ilusão da democracia é um insulto à nossa inteligência. Em um sistema financeiro não existe e nunca existiu democracia verdadeira.
  5. Não seja consumista. Pare de comprar porcarias de que você não precisa. O sentimento de que tendo uma coisa te fará mais feliz é falso e é resultado da mídia manipuladora. Você não vai morrer se fizer isso.
  6. Substitua a competição pela cooperação. Temos que pensar no coletivo e deixar o individual de lado. Precisamos de coesão social para criar uma política participativa.
  7. Ignore palavras limitadoras como tradição, conformismo, comodismo, conservadorismo e utopia. Se os grandes cientistas e inventores da nossa história as levassem em consideração, ainda estaríamos vivendo em árvores.

A Servidão Moderna

A-Servidão-ModernaA Servidão Moderna” é um documentário indicado à todas as pessoas, sem exceção, para que possam acordar desse pesadelo coletivo e consigam, com a união, reaver a liberdade natural da espécie.

A servidão moderna é uma escravidão voluntária, consentida pela multidão de escravos que se arrastam pela face da terra. Eles mesmos compram as mercadorias que os escravizam cada vez mais. Eles mesmos procuram um trabalho cada vez mais alienante que lhes é dado, se demonstram estar suficientemente domados. Eles mesmos escolhem os mestres a quem deverão servir. Para que esta tragédia absurda possa ter lugar, foi necessário tirar desta classe a consciência de sua exploração e de sua alienação. Aí está a estranha modernidade da nossa época. Contrariamente aos escravos da antiguidade, aos servos da Idade média e aos operários das primeiras revoluções industriais, estamos hoje em dia frente a uma classe totalmente escravizada, só que não sabe, ou melhor, não quer saber. Eles ignoram o que deveria ser a única e legítima reação dos explorados. Aceitam sem discutir a vida lamentável que se planejou para eles. A renúncia e a resignação são as fontes de sua desgraça.

Assista pelo Youtube DUBLADO:

Baixe original e legendado:
http://www.delaservitudemoderne.org/video-po.html

Baixe o livro em português e em PDF:
http://www.delaservitudemoderne.org/texto-po.html